Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Máscaras de mergulho são transformadas em respiradores para pacientes com Covid-19

Publicado: Quarta, 23 de Setembro de 2020, 12h15 | Última atualização em Quarta, 14 de Outubro de 2020, 15h22 | Acessos: 82

O Hospital do Idoso e o Hospital Vitória de Curitiba inovaram ao trazer o modelo desenvolvido na Itália, onde máscaras de mergulho são adaptadas e conectadas a ventiladores tradicionais, para realizar ventilação não invasiva, oferecendo uma estratégia segura de ventilação em pacientes com COVID-19. 

Depois de algumas tentativas e erros a adaptação deu certo, sendo necessário uma peça de encaixe para o filtro HEPA, impressa em 3D, e o fechamento de uma peça exalatória para manter a pressurização e não dispersar aerossol.  

Diante dos bons resultados iniciais, a equipe de fisioterapia do Hospital Vitória fez uma campanha e arrecadou mais 20 máscaras e este sistema começou a ser amplamente utilizado.  Recentemente, o sistema foi levado para a UPA do Tatuquara, onde a Fisioterapeuta Dra. Regiane Mendes Tarocco Borsato, pós graduada em Fisioterapia em Terapia Intensiva e coordenadora da Equipe de Fisioterapia do Hospital Vitória, ministrou o treinamento para equipe.  

Este novo sistema substituiu as outras interfaces de VNI, em função da boa adaptação, conforto e bons resultados, e vem sendo muito utilizada. No momento o hospital Vitória conta com 24 máscaras e a equipe tem registrado dados para futuras publicações. 

registrado em: ,
Fim do conteúdo da página