Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

CREFITO-8 reúne-se com deputados do Paraná para discutir o Projeto de Lei

  • Publicado: Quinta, 06 de Agosto de 2020, 15h08
  • Última atualização em Quinta, 10 de Setembro de 2020, 12h22

O CREFITO-8 realizou no mês de julho reunião com os Deputados Paranaenses Cristina Silvestri, Michele Caputo, Tercílio Turini e Dr. Batista para discutir o Projeto de Lei Ordinária que versa sobre a presença de Fisioterapeutas durante 24 horas nas Unidades de Tratamento Intensivo.

Na ocasião, o Conselho apresentou índices que justificam a medida, mostrando que assistência fisioterapêutica é o tratamento não medicamentoso mais importante para diminuir o tempo de internamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) e leitos hospitalares, por meio da redução de complicações respiratórias e neuromusculoesqueléticas.

Ainda, foi emitido um parecer ponderando outros diversos aspectos que fundamentam essa determinação, não apenas relacionados a ventilação mecânica, pois a imobilidade prolongada leva à perda das funções motoras e da qualidade de vida, podendo ser minimizadas com o estabelecimento de mobilização precoce e cuidados respiratórios adequados.

O Projeto de Lei propõe no mínimo um fisioterapeuta para cada 10 (dez) leitos, nas Unidades de Terapia Intensiva (UTI) – Adulto, Pediátrico e Neonatal, de Hospitais, Centros Hospitalares e Clínicas públicas ou privadas, em todo o Estado do Paraná, turnos matutino, vespertino e noturno, perfazendo um total de 24 (vinte e quarto) horas de assistência fisioterapêutica.

O CREFITO-8 sugeriu, ainda, que fosse acrescentado mais um artigo ao PL, para que haja pelo menos um responsável técnico com capacitação comprovada na área de Terapia Intensiva, ou em outra especialidade relacionada à assistência ao paciente grave, específica para a modalidade de atuação (adulto, pediátrica ou neonatal).

Fim do conteúdo da página